CV

Depois de ter recebido vários comentários em relação ao meu primeiro artigo Arranjar Emprego em Inglaterra resolvi responder algumas das perguntas que me fizeram através de outro artigo. Nos próximos 3 artigos irei escrever sobre 3 pontos:

1) A criação do CV

2) A fase inicial: Para onde ir, ir ou não para o país enquanto se envia CVs, níveis de inglês, escolas de inglês, etc.

3) Viver em Inglaterra: como é viver em Inglaterra, preços de casas, viagens, alimentação, restaurantes, tempo, salários, etc.

Criação de CV

Para vos ajudar na criação do CV deixo-vos com algumas dicas que os professores da minha escola de inglês me deram. Desde já deixo um site para ajudar a escrever CVs, é o Monster.co.uk. Na página que vos deixo estão vários exemplos dependendo da experiência de cada um. Não usem a estrutura da Europass, eles aqui não gostam e preferem que a pessoa construa o seu próprio CV.

Se o vosso inglês não é bom, peçam a alguém para vos ajudar. Metam tudo o que puderem, nem que seja a mínima experiência, dêem valor a tudo aquilo que fizeram. Para quem tem um curso universitário não se preocupem com as equivalências, eles não ligam a isso, ligam mais à experiência e às cadeiras que fizeram. Eles dividem em 1st Class= 70%, 2:1 upper second class = 60%-69.99%, 2:2 lower second class= 50% – 59.99% and Pass= 45%-49.99%. Normalmente eles pedem pessoas com nível 2:1 no mínimo, muitas vezes disse que não sabia qual era o meu nível e eles disseram que não fazia mal. Não precisam de pôr as vossas notas, eu não pus todas, só pus a nota final de curso e de dissertação. Claro que se tiverem excelentes notas ponham todas, eu como estudei engenharia as notas eram medianas. Ponham as vossas notas em português, não tentem fazer equivalências.

Comecem com uma boa introdução. A todas as entrevistas que fui disseram-me que o meu primeiro parágrafo era muito bom. Nesse parágrafo metam as qualidades que eles pedem no anúncio. E lembrem-se que o CV nunca pode ser o mesmo para todos os anúncios. Mudem consoante aquilo que pedem. Se vocês têm as qualidades que eles pedem no anúncio escrevam exactamente essas qualidades dando alguns exemplos. Ponham as cadeiras mais importantes para a posição e não tentem pôr todas, muita informação acaba por ser confuso. Sejam directos e sucintos, não mais do que duas páginas. Se pensam que é impossível escrever só em duas páginas, diminuam as margens das páginas e ponham a letra mais pequena. Enviar CVs dá muito trabalho e tem de ser considerado como um trabalho a tempo inteiro. Organizem-se e façam uma lista de todas as empresas que enviam CVs, a data limite e onde é. Quando vos telefonarem podem ir ver novamente o anúncio porque depois de enviarem tantos CVs não se vão lembrar de todos. Assim podem fazer vários CVs que podem servir para várias empresas e no final de contas usam 3 ou 4. Claro que depende da área de cada um.

Em Inglaterra a primeira fase de entrevista é normalmente por telefone e depois caso passem chamam-vos para entrevista na empresa e depois dessa talvez ainda haja outra, depende muito das empresas. A entrevista por telefone pode ser complicada porque há o medo de não perceber e de não conseguir falar. Claro que a vossa primeira entrevista não vai correr lá muito bem mas vão aprender com ela. Um site que vos pode ajudar nas entrevistas é o prospects. Pratiquem com alguém,  escrevam as respostas e tenham o papel à vossa frente durante a entrevista pelo telefone. As perguntas acabam por ser quase todas as mesmas.

O próximo artigo será sobre a fase inicial, a mudança para Inglaterra, como o fazer, para onde ir, vou tentar responder a todas aquelas perguntas iniciais que todos nós temos quando pensamos em mudar de país.

Espero que as minhas dicas tenham ajudado!

Advertisements

17 comentários a “CV”

  1. Olá Ana. Encontrei o teu blog porque estava a pesquisar sobre emprego para engenheiros civis na Inglaterra. Adorei o teu blog. Sou engenheira civil projectista do ramo de dimensionamento de estruturas (experiência em gabinete, pouca em obra), estou desempregada e só vejo solução sair de Portugal. Achas que existe trabalho neste ramo aí? Já tenho CV no LinkedIn. Pelo que percebi tb és engenheira civil. Podes indicar-me os nomes de agências de recrutamento no linkedin ou grupos, nomes de empresas. Estás a trabalhar como engenheira civil e em que área? Sabes qual é o ordenado médio para um engenheiro com quase 10 anos de experiência? Desculpa pelas perguntas. O pior, para mim, é que tenho ainda mais duvidas. Muito obrigada.

    1. Ola Elsa,

      Eu não sou eng. Civil. O que aconselho é procurares empresas no linkedin e na net na tua área.
      É difícil dar-te um valor de ordenado porque tudo depende da empresa mas é entre os 23000 e 30000 libras ao ano. Mas pode ser menos ou mais, depende da empresa e experiência para a área que te candidatas.

      Boa sorte!

  2. Bom dia Ana,

    Há algum tempo que pesquiso na Internet sobre a possibilidade de sair do país, nomeadamente para Londres, principalmente por ser uma cidade que já conheço e na qual me imagino a viver. Uma vez que não me é permitido ajudar o meu país com as minhas competências, e cansada de tanto marasmo produtivo, prefiro colocá-las à disposição de outrem. Devo dizer que a minha área é a cultura… Assim, estou neste momento a trabalhar no CV em inglês e, caso seja possível, peço-lhe se me pode indicar um link para elaborar um excelente CV (o link do monster.co.uk está com problemas). Penso que será conveniente enviar junto com o CV uma carta de apresentação, está correcto?
    Não posso deixar de agradecer o tempo que disponibiliza ao seu Blog para ajudar quem quer trabalhar fora do país. Muito obrigada!

    Cumprimentos,

    Sílvia Igreja

    1. Ola Sílvia,

      Tenta o reed.co.uk ou prospects.co.uk.
      Eu nunca enviei uma carta de apresentacao, normalmente a apresentação é um parágrafo no cv ou quando se envia um email e se escreve no mail com o cv em anexo.

      Boa sorte!

      1. Boa tarde Ana,

        Obrigada por ter respondido. Entretanto consegui aceder ao monster.co.uk, e fiz outras pesquisas, nomeadamente no prospects.co.uk. Tenho estado a concluir candidaturas praticamente todos os dias. Quando as candidaturas são feitas em linha, mormente solicitam uma redacção, a “Statement in Support of Application”. Tenho alterado consoante a posição, mas já não sei se é suficientemente forte. Estaria disponível para me dar uma opinião, ou seja, posso enviar-lhe um texto (naturalmente, não é longo) para ler?
        Mais uma vez, obrigada pela atenção.

        Cumprimentos,

        Sílvia de Araújo Igreja

  3. Olá Ana. Eu acabei à pouco o meu curso de Engenharia de Materiais, vou mudar-me para os arredores de Londres no próximo mês, tenho algumas dificuldades com o Inglês, mas também acredito que é uma questão de começar a praticar diariamente, a minha questão é relativa ao processo da entrada na ordem dos Engenheiros, eu em Portugal não estou inscrito, e já via imensas propostas de emprego e em nenhuma delas eles referem algo nesse sentido. É obrigatorio estar inscrito na ordem dos eng. em U.K. para trabalhar ? Se sim, qual o procedimento
    Obrigado Ana

  4. Ola, Eu sou licenciado em Engenharia Informática, possuo perfil no Linkdin. Quero ir trabalhar para o reino unido, a única desvantagem é que acabei o curso este ano, então apenas tenho como experiência 6 meses de estágio. A maior parte das propostas de emprego que vejo, pedem todos 2 anos de experiências. Como achas melhor eu fazer? enviar currículos paras as próprias empresas ou para agências?

    1. Olá Jacinto,

      Na tua área há muita procura por isso acho que terás facilidade em conseguir alguma coisa. Tenta ‘Graduate Programme’ ou só ‘Graduate’ e envia na mesma CVs se pedirem com experiência porque às vezes chamam. Envia através do Linkedin e para empresas.

      Boa sorte!

  5. Obg pelas dicas. Estava a enviar o CV Europass e nunca obtive contacto 😛 o problema será talvez residir em Portugal, há que mudar esse handicap

  6. Olá Ana! Também sou engenheiro e estou a pensar seriamente em mudar para o Reino Unido. No meu caso seria uma mudança para dois, para mim e para a minha esposa. Ela é enfermeira, temos estado a ler alguns post e verificamos que existem muita oferta nas áreas de engenharia e enfermagem, o que para nós os dois tem uma grande vantagem. A informação que tem publicado é muito útil para podermos esclarecermos algumas dúvidas. Obrigado.
    Tavares

  7. Olá Ana!!
    Obrigada pelas dica úteis que tens postado aqui. 🙂
    Eu sou Engenheira Civil e estou a pensar em ir para Inglaterra, tens algumas informações sobre esta àrea? Obrigado.
    Rita

    1. Olá Rita,

      Eu também sou engenheira por isso acho que te consigo dizer a melhor maneira de arranjar emprego. Penso que deves tentar no Linkedin. Foi lá que arranjei o meu emprego. Encontras várias empresas e a partir de lá podes enviar o teu CV directamente para as empresas ou através de agências de recrutamento. E lá também ficas a conhecer agências de recrutamento para engenheiros.

      Boa sorte!

  8. Olá Ana! Só quero agradecer pois tens aqui informações muito importantes para alguém que queira sair. É bom às vezes perdermos algum tempinho à procura de informações. Qualquer dúvida que surja comunico. 😀

  9. Ana, estou a pensar mudar-me para Londres e procurar emprego aí. Ando já há algum tempo a fazer leitura em diversos blogs de portugueses que passaram pelo mesmo. Tenho gostado imenso de ler os teus posts e ajuda, mesmo muito, ler pelo que já passaste. Eu tenho amigos a viver em Londres, o que penso ser uma grande vantagem. Uma vez que posso por a morada deles no CV e, pelo menos na primeira semana, podem dar-me alojamento. Vou ficar a aguardar os próximos posts.
    Luisa

    1. Olá Luísa,

      Sim, é bom ter amigos em Londres, isso vai-te ajudar muito.
      Espero ajudar com os meus posts.

      Boa sorte! 🙂

Os comentários estão fechados.